Os benefícios da alta mistura de etanol na gasolina foram apresentados pela União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA) durante a Wetex 2019, feira realizada entre 21 e 23 de outubro deste ano, em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos. A participação da UNICA faz parte do projeto setorial com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

“A ideia é trazer aos Emirados Árabes o conceito de Green Petrol. Na maioria dos países, a concentração de mistura de etanol à gasolina é de 5% a 10%. Acima de 20% já é considerado alta mistura. Essa é uma solução que já está pronta, não precisa de grandes adaptações e que tem potencial de reduzir significativamente impactos ambientais gerados pelos combustíveis fósseis”, informa Julia Tauszig, coordenadora de Relações Institucionais da UNICA .

Essa foi a segunda missão da entidade, este ano, no mercado árabe. De acordo com a representante da UNICA, várias oportunidades para o setor sucroenergético começam a surgir a partir desse tipo de atuação.  “Representantes de setores públicos e privados, de transporte, energia, terminais portuários, entre outros, se mostraram interessados em conhecer melhor o case de sucesso do Brasil. Inclusive o setor de petróleo, de Dubai e Abu Dhabi”, conta a Tauszig.

POTENCIAL

Até 2050, Dubai irá diversificar a matriz energética com o objetivo de atingir 75% de fontes limpas e renováveis. Segundo a representante da UNICA, o setor sucroenergético tem enorme potencial para contribuir com essa meta.

Tauszig também visitou uma das plantas de energia da DEWA (Dubai Electricity and Water Authority), empresa responsável pela organização da feira. A coordenadora também teve a oportunidade de conhecer a cidade mais sustentável do mundo, Masdar, que está sendo construída em Abu Dhabi, com foco em tecnologias para energia renovável.

“Durante a Wetex, conseguimos ampliar contatos e construir agendas paralelas para expansão de parcerias nesses mercados e mostrar o potencial do etanol brasileiro. O Green Petrol pode ser a solução para três grandes desafios: melhoria da qualidade do ar nas grandes metrópoles, redução das emissões e a dependência de petróleo”, destacou Tauszig.

PROJETO

A Apex-Brasil e a UNICA publicaram, em fevereiro de 2008, estratégia para promover a imagem dos produtos sucroenergéticos no exterior, em especial do etanol brasileiro como uma energia limpa e renovável. As duas entidades assinaram um convênio que prevê investimentos compartilhados.

O projeto pretende influenciar o processo de construção de imagem do etanol e demais derivados da cana junto aos principais formadores de opinião mundial, bem como empresas de trading, potenciais investidores e importadores, ONGs e consumidores.